Quer casar comigo?

O casamento é um sonho para muita gente. Apesar disso, cada vez menos pessoas têm vontade de responder sim a esta pergunta.

Estude na Bíblia:

O melhor da vida cristã

Em 2016, cerca de 1,1 milhão de matrimônios foram oficializados no Brasil. Em comparação com 2015, houve uma queda de 3,7%.

Assim como os casamentos estão diminuindo, os divórcios estão aumentando. Entenda porque isso acontece.

COMO TUDO COMEÇOU 

O casamento existe desde o surgimento da humanidade. Mas nem tudo são flores.  Em culturas antigas e em algumas poucas culturas atuais, o casamento era arranjado por parentes. Isso significa que muitas vezes o casal não queria estar junto ou nem se conhecia antes de juntar as escovas de dentes.

E fica pior. O casamento também servia para dar sequência numa linhagem familiar ou formalizar um acordo de propriedade. Não tinha nenhum romantismo. Outra situação bastante comum, era o homem ter direito a várias esposas – e isso não era definido como traição. O casamento monogâmico é uma formalização da cultura judaico-cristã. No entanto, só foi aderida na Idade Média com o incentivo da Igreja Católica.

A coisa ficou séria mesmo no século 12, quando o casamento se tornou um santo sacramento. Acredita-se que isso aconteceu como uma forma de reprimir o comportamento sexual dos jovens.

Quando se fala em casamento, só vem a mente vestido de noiva, troca de alianças, festa e docinhos. Mas nem sempre foi assim. Esse modelo foi criado no século 19 pela rainha da Inglaterra, Vitória. Ela era tida como uma puritana e, por isso, quis casar com um vestido branco – muito diferente dos modelos da época. Foi assim que o traje branco se tornou o maior símbolo do casamento.

Segundo a pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2016, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 1984 e 2016 foram registrados 29 milhões de casamentos, um aumento de 17% em comparação com o período anterior. No entanto, em 2016, cerca de 1,1 milhão de matrimônios foram oficializados no Brasil. Em comparação com 2015, houve uma queda de 3,7%.

DIVÓRCIO

Mas por que o número de casamentos caiu nos últimos anos? Bem, existem várias razões para este fato. Porém, a constatação mais recente é que as pessoas estão simplesmente desistindo de casar. Não é que elas desistem no altar, como nos filmes, é que esse não é mais um objetivo de vida tão importante.

A psicóloga e terapeuta familiar Ivanildes Magalhães explica a razão disso acontecer: “Muitas pessoas ainda sonham com uma cerimônia para amigos e familiares, com uma lua de mel no exterior. No entanto, muitas sonham com uma vida independente, com viagens inusitadas, com um belo plano de carreira e uma série de coisas que só a vida de solteiro pode proporcionar.”

A especialista enfatiza que “casamento é uma escolha para vida toda, que exige demais de uma geração que só se preocupa consigo mesma.” Além disso, esse comportamento também reflete drasticamente nos casamentos já oficializados. Veja o infográfico abaixo:

Entrevista com especialista

Ivanildes Magalhães

Psicóloga e terapeuta familiar

Quais são as principais causas de divórcio?

IM: São muitas, pois qualquer situação que saia do controle pode se tornar um motivo para uma separação ou divórcio. Mas ao longo dos anos, eu e meus colegas de profissão temos percebido que existem algumas causas mais recorrentes. A primeira delas é a traição ou adultério. A infidelidade é um motivo muito pertinente de separação devido a quebra de confiança. Os filhos também são um motivo, já que o casal tende a viver só pelas crianças e acaba se esquecendo do relacionamento. A vida financeira também é um grande fator de separação. Muitos casais entram em dívidas astronômicas e isso afeta muito a relação, a manutenção do lar e o próprio estado emocional individual, ao ponto de haver uma separação. Além destes motivos, o ciúmes doentio, o consumo de pornografia, aspectos religiosos e emocionais também contribuem para o fim de um casamento.

O casamento, assim como muitas outras práticas da humanidade, sofreu grandes mudanças. Nas últimas duas décadas e até no último século, o casamento passou a ser defendido como um direito de pessoas do mesmo sexo. Também não é o único modo de um casal ficar junto para sempre, pois agora existe a formal união estável. Além disso, as pessoas podem casar onde quiser, como na igreja, na praia ou no sítio.

Na tradição alemã, os familiares jogam louças velhas no chão na frente dos noivos no dia anterior ao casamento.

No Japão, a noiva deve vestir três trocas de roupas e sua pele é pintada de branco. Elas costumam usar perucas com muitos enfeites e um chapéu branco, que simboliza sua obediência ao marido.

Na Índia, o casamento é um dia de muita alegria. Os noivos e os convidados costumam usar roupas muito coloridas e muitos enfeites. No país, as noivas usam um vestido vermelho, porque branco simboliza morte.

Na tradição marroquina, a noiva deve tomar um banho de leite para se purificar antes de casar. Imagina a quantidade de leite que é usado neste rito.

Nos Estados Unidos, os casamentos costumam acabar antes das 22h, porque existe uma lei que proíbe a festa além deste horário.

No México, o noivo dá à noiva 13 moedas de ouro durante a cerimônia. As moedas simbolizam Jesus e os discípulos e o compromisso de fidelidade do noivo em relação a noiva.

Está passando por uma crise no seu casamento? Não sabe como resolver? Preste muita atenção nestas dicas e salve sua relação.

O casamento é um vínculo entre duas pessoas, mediante formalização cultural, religiosa ou governamental. Porém, muitas pessoas ainda não sabem, de fato, como funciona uma relação matrimonial. Teste seus conhecimentos na área abaixo:

Quiz

Você considera seu casamento feliz?

Com qual frequência você enfrenta problemas com seu/sua parceiro(a)?

Você pensa em se divorciar?

Você sofre algum tipo de agressão? (Psicológica, verbal ou física)

Você pensa em outras pessoas, mesmo estando casado(a)?

Você acha que seu relacionamento mudou muito desde o início?

Você ama o(a) seu/sua parceiro(a)?

O que você acha de procurar ajuda especializada? Uma terapia de casal pode ajudar a salvar seu casamento. Antes de pensar em se divorciar, tente consertar as coisas e superar os traumas. Agora, se você sofre algum tipo de violência física, moral ou psicológica, procure ajuda no projeto Quebrando o Silêncio ou de algum(a) amigo(a). Além do mais, seu casamento em ruínas está deixando você doente. A Bíblia dá alguns conselhos sobre o assunto. Pode ser uma grande ajuda pra você. Saiba Mais.

É maravilho ter um casamento feliz, e hoje em dia, ainda mais. Cuide para que continue assim. Se você tem filhos, isso é ainda melhor, pois eles se espelharão em você no futuro. Apesar de você estar vivendo um relacionamento saudável, a Bíblia dá alguns conselhos sobre o assunto. Saiba Mais.

O que você acha de procurar ajuda especializada? Uma terapia de casal pode ajudar a salvar seu casamento. Apesar de você não pensar em divórcio, de fato, tente consertar as coisas e superar os traumas para que não chegue a este ponto. Agora, se você sofre algum tipo de violência física, moral ou psicológica, procure ajuda no projeto Quebrando o Silêncio ou de algum(a) amigo(a). Além do mais, um casamento ruim pode lhe deixar doente. A Bíblia dá alguns conselhos sobre o assunto. Pode ser uma grande ajuda pra você. Saiba Mais.

Um casal que está planejando um casamento tradicional brasileiro deve se preparar para gastar pelo menos $40 mil em uma festa para aproximadamente 120 pessoas. Segundo a revista Exame, os preços variam de $30 a $45 mil, dependendo dos serviços contratados e do número de convidados. Se uma pessoa economizar bastante e reduzir a lista de convidados, pode ser que fique na média de $20 mil.

É por isso que a terapeuta Ivanildes Magalhães reforça: “Casamento quando não dá certo também dói no bolso. Tem que ser uma decisão bem pensada e muito bem planejada”, brinca.

Para os religiosos, o casamento é uma das fases mais importantes da vida. Os cristãos se apoiam muito na Bíblia para essa tomada de decisão. Afinal, o livro traz o assunto de diversas maneiras, como histórias ou contos. Ficou curioso? Saiba Mais